Com a confirmação de casos de febre amarela no Estado de São Paulo, a Secretaria de Saúde da Prefeitura de Porto Ferreira, por meio da Vigilância Epidemiológica, reforça as orientações para o combate à doença.

A população que reside em área rural ou urbana do Município deve procurar a Unidade de Saúde mais próxima de sua residência para verificar se já foi vacinado contra febre amarela, não tendo mais que ser revacinado a cada 10 anos.
A única forma de prevenção é a vacina, que faz parte do calendário de vacinação. Todas as crianças ao completarem 9 meses de idade devem comparecer na Unidade de Saúde com a carteirinha para aplicação.
A Vigilância Epidemiológica orienta aos pais a olharem a carteirinha de vacinação de seus filhos. Se estiver em atraso, devem procurar a Unidade de Saúde para aplicação da vacina.
Todos podem combater a febre amarela evitando a disseminação dos mosquitos, os quais criam-se em água limpa e parada, em vasos de planta, calhas entupidas, vasilhas de animais, etc. Como prevenção também é recomendado o uso de repelente.
A febre amarela é uma doença infecciosa febril aguda, que se previne com a vacinação. O vírus é transmitido pela picada dos mesmos mosquitos transmissores da dengue infectados, o Aedes aegypti.
Não existe a transmissão de pessoa a pessoa. Os mosquitos são reservatórios do vírus da febre amarela e, uma vez infectado, permanece pelo tempo de vida do mosquito, que é em torno de 30 dias.
Os sintomas da doença são febre, calafrios, cefaleia, lombalgia, mialgias, prostração, náuseas, vômitos e sangramento.
Previna a febre amarela tomando a vacina e cuidando de seu lar, eliminando os criadouros do mosquito Aedes aegypti.
Informações: Vigilância Epidemiológica: (19) 3585-2993 / 3585-1634.
Fonte: Assessoria de Comunicação, Cerimonial e Eventos

0
0
0
s2sdefault

Jornal do Porto TV