O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou a aquisição da empresa Broto Legal S.A. pela CinelAlimentos - que atua na produção e beneficiamento de arroz. Com a aquisição, a estimativa é que a Cinel atinja o faturamento de mais de R$ 700 milhões em 2018, por meio da entrada das marcas Broto Legal, Serra Azul, Grão de Campo e Báltico. De acordo com o planejamento estratégico, a expectativa é atingir um faturamento de R$ 2 bilhões até 2023.

Por meio da aquisição, a Cinel Alimentos aumentará sua capacidade de beneficiamento para 600 mil fardos de arroz e 200 mil fardos de feijão, além de aumentar a produção de carne seca, azeite, atum e farofa. Também contará com a entrada de seus produtos em 14.500 pontos de venda, localizados principalmente no estado de São Paulo. A marca ainda está presente no mercado internacional, como Peru, Bolívia, Nova Zelândia, Rússia, Japão e Singapura. Com a chegada da Cinel Alimentos, a estimativa é aumentar a atuação em outros países.
O planejamento estratégico da Cinel Alimentos inclui a expansão da capacidade de beneficiamento de arroz para um milhão de fardos em dois anos e a entrada em novos mercados das regiões Nordeste e do Norte do País. Outras aquisições devem acontecer dentro dos próximos anos. Para a realização desta transação, a Cinel Alimentos contou com a assessoria financeira do Itaú-BBA.
O faturamento médio dos últimos anos da Broto Legal foi de aproximadamente R$ 500 milhões. O valuation da operação da Broto Legal foi conforme múltiplos atuais de transações recentes no segmento. Em 2017, foi reconhecida pela "Maiores e Melhores" da Revista Exame como a operação mais rentável no setor de Agronegócios.
Cinel Alimentos
A Cinel Alimentos, que tem como fundador Washington Umberto Cinel, renomado empresário da área de serviços, é composta por 20 mil ha de terras irrigadas voltadas para o plantio de arroz, por silos de armazenagem, com volume de um milhão de sacas, e com unidades modernas de beneficiamento de arroz parboilizado e tradicional em Uruguaiana, no Rio Grande do Sul. O Grupo também é sócio da Vila Oliva, maior produtora de arroz no Paraguai.
Broto Legal
A Broto Legal foi fundada na década de 1970, para a comercialização de arroz, feijão, batata, cebola e milho para a região de Campinas. Hoje, a unidade de Campinas possui uma fábrica de 9.000m2, capacidade de produção de 200 mil fardos por mês, 130 funcionários diretos, 80 indiretos e é dedicada ao processamento de feijão, armazenamento e distribuição. Já a fábrica de Porto Ferreira tem 38.800m2, capacidade de produção de 17.500 ton, 115 funcionários diretos, 200 indiretos e é dedicada ao processamento de arroz, armazenamento e distribuição. Os grãos da Broto Legal possuem alto controle de agrotóxicos, garantidos e analisados pelo renomado Instituto Biológico Adolfo Lutz e pelo ISO 9001 (DQS-IQnet), HACCP Standards e GMP. (Fonte: Cinel Alimentos)

 

0
0
0
s2sdefault